Inspiração

Pedalar: Exercício para o Corpo e para Mente

Andar de Bicicleta: Exercício para Mente
Escrito com carinho por Fernanda Haskel

Mais do que um estilo de vida saudável, que respeita a natureza, pedalar pode ser também um bom exercício para mente. Veja quatro motivos que tornam o pedal uma maneira de acalmar a mente.

1. A alma viaja a cavalo

O que isto significa é que a mente não responde bem aos movimentos rápidos. Nosso corpo pode viajar em altíssimas velocidades em um avião, por exemplo, mas a alma vem andando em um ritmo mais lento logo a trás.

Isso faz do passeio de bicicleta mais agradável: a velocidade é alta o suficiente para ver a paisagem em torno mudar, mas baixa o suficiente para experimentar todas essas mudanças de forma consciente.

Por isso, andar de bicicleta é uma maneira de passear de corpo e alma.

2. Mais importante do que a chegada é o caminho

Quando ficamos muito preocupados com a chegada, esquecemos de perceber a beleza do caminho. A prática disso pode ser percebida muito claramente em um passeio de bicicleta.

Começamos a perceber que o caminho nos transforma a ponto de saber que ao retornarmos, já não somos os mesmos e fomos influenciados pelo trajeto.

Isso também pode ser levado para a vida a ponto de apreciarmos o caminho tanto quanto a vontade de chegar ao que desejamos alcançar.

3. Como é nossa relação com os ventos contrários?

Andar de bicicleta requer enfrentar as intempéries do ambiente, para isso precisamos desenvolver flexibilidade e determinação. Começamos a perceber que a força de continuar precisa ser maior do que a vontade de desistir. Ou então, abrir mão do trajeto planejado e tentar um outro caminho.

Claro que é muito mais confortável ir com o fluxo, requer menos esforço. No entanto, às vezes percebemos que o vento não é favorável. É preciso aceitar essa condição.

Dessa forma, desenvolvemos intimamente habilidades de lidar com a contrariedade e com os planos que não dão certo simplesmente porque não foi possível.

4. Atenção plena

Andar de bicicleta pode ser um exercício de atenção plena. É preciso estar atendo a tudo que acontece: ao semáforo, aos pedestres, aos carros. O semáforo, por exemplo, é uma grande oportunidade para marcação de tempo. É um momento para perceber com atenção o que acontece naquele exato instante. Pode ser utilizado para observar o corpo e a respiração e assim, conectar-se consigo mesmo, ou seja, praticar yoga.

É também uma bela oportunidade para desejar cumprimentar as pessoas e espalhar intenções generosas e compassivas para os que passam.

Essa é uma maneira positiva de encarar o passeio de bicicleta, trazendo efeitos transformadores para mente. Tenha a confiança que você pode fazer o seu dia e o de outras pessoas diferente, mesmo em um pequeno momento, apenas com uma mudança de intenção e postura interior.

Deixe um comentário ;)

WE LOVE YOGA