Yoga

Dicas de yoga para aliviar as dores na gravidez

Dicas de yoga para grávidas e gestantes
Escrito com carinho por Yoga Sampa

Algumas futuras mamães hesitam em praticar yoga durante os primeiros meses de gravidez, pensando que o menor deslize ou torção pode pôr em risco a saúde do bebê. Vou te contar um segredo: mulheres não são frágeis, e mulheres grávidas são ainda mais fortes e flexíveis.

Mas talvez você queira ouvir um relato de alguém que praticou yoga durante a gestação só para tirar algumas dúvidas e espantar esse receio todo. Tudo bem, que tal uma professora de yoga grávida? 😲

Uma professora de yoga grávida

Dawn Oliver não deixou o medo impedi-la de praticar yoga durante a gravidez, ela não poderia simplesmente abrir mão de sua paixão. Professora de yoga e fundadora da empresa de vestuário orgânico YOGiiZA , Dawn sabia que fazendo yoga em boa parte de sua gravidez beneficiaria a ela e ao bebê.

Dawn Oliver professora de yoga grávidaApesar de ser uma instrutora de yoga, ela não tinha nenhuma experiência com yoga pré-natal antes de sua gravidez. Mesmo assim, Dawn conta que achou fácil fazer a transição e as adaptações para a prática de yoga na gravidez.

No final, é realmente tudo sobre como manter o corpo saudável e a mente saudável” explica Dawn, que agora está grávida de oito meses.

Embora tenha que ajustar algumas de suas técnicas – evitando todas as torções e ‘backbends’ (movimentos como a ‘ponte’) – ela tem sido capaz de praticar yoga durante toda a gravidez, e continuou participando, inclusive, de grandes encontros e eventos de yoga como o Festival de Yoga de New York.

Graças a sua própria experiência como professora, bem como alguns importantes conselhos médicos, Dawn está mais do que preparada para assumir o último mês de gravidez – incluindo o parto.

A seguir, Dawn compartilha algumas de suas dicas e truques para aliviar possíveis dores que surgem durante a gravidez e manter a calma durante o parto. Aproveite!

Postura de yoga para ajudar com as dores nas pernas

Professora dá dicas de yoga para grávidas

Dawn conta que a postura do cachorro olhando para baixo é ótima para as gestantes que sentem, assim como ela, fortes cãibras nas pernas.

“Apenas permanecer em na postura do cachorro olhando para baixo por mais tempo do que o habitual é muito bom”

Nossa super grávida yoguini completa ainda que para as mulheres que não se sentem confortáveis inclinando seus corpos, basta simplesmente permanecer um tempo sentadas com as pernas afastadas e isso já proporciona um alívio semelhante.

Flutue como uma borboleta

Posturas de yoga para grávidas

Dawn acrescenta que algumas poses de yoga para grávidas podem ajudar as gestantes se prepararem para o que pode ser um parto doloroso. A postura do pombo, por exemplo, ajuda a prevenir o estiramento da musculatura interna das coxas ocasionado pela hiper abertura das pernas.

De acordo com ela, este exercício amplia a abertura dos quadris, tornando mais fácil (e menos doloroso) para as mães os movimentos do parto. Outra opção é a pose da borboleta, que também trabalha toda a parte inferior do corpo.

“A postura da borboleta é incrível, porque você pode se sentar por alguns minutos e apenas tentar inclinar-se para a frente tanto quanto você puder”, diz Dawn.

Mas ela diz que a postura fica mais difícil à medida que a gravidez avança. “Às vezes sua barriga pode restringir um pouco o movimento”. Tudo bem, quando isso acontecer, Dawn conta que é só não se inclinar tanto. Você terá trabalhado o mesmo movimento sem colocar seu corpo em uma posição desconfortável.

Inspire e expire (Claro!)

Yoga e meditação para grávidas

Mas é claro! A respiração consciente e cadenciada é uma das melhores partes do yoga para grávidas. Inclusive, é algo que todas as grávidas são orientadas a treinar, independente de serem praticantes de yoga.

“Inspire e exale o ar pelo nariz, tentando alongar a respiração”, diz ela. “Isso ajuda você a percorrer as contrações”. Dawn, nossa professora de yoga para gestantes, acrescenta que a respiração correta pode ajudar as futuras mamães a manterem a calma durante toda a fase do nono mês, até o momento do parto.

Além da respiração cadenciada, ela sugere que as mulheres tentem “tomar uma inspiração longa e profunda, para em seguida realizar uma expiração ‘forçada'”.

Respirar é a base de tudo e nós sabemos bem do poder que a respiração tem de acalmar e manter o bem estar, livrando-nos de todo o estresse e ansiedade. “O estresse pode realmente ser transferido para o bebê, por isso é importante manter todas as suas vibrações positivas.”

Se isso significar retirar-se de uma situação estressante ou tomar 10 minutos por dia para si mesmo, então você deve fazê-lo. Afinal de contas, é o que o bebê precisa.

Algumas técnicas de respiração simples, junto de uma rotina leve e saudável, podem ser as peças-chave para uma gravidez tranquila e sem stress, o que é bom para você e para o bebê.

Boa sorte nessa fase linda da sua vida!

* Este post foi inspirado no conteúdo do portal PopSugar.com

Deixe um comentário ;)

WE LOVE YOGA